quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

PÉROLAS NATURAIS NAS ALTURAS


Você sabia que na hora de adquirir o prédio sede da Cartier na Fifth Avenue, em Nova York, tudo o que Monsieur Cartier gastou foram três fios de pérolas naturais? Pois bem. Essas maravilhas estão novamente em “sky rocketing” como se costuma dizer no jargão dos joalheiros quando o preço de determinado material precioso dispara às alturas. Como um foguete. Isto está acontecendo com as pérolas, especialmente as do Oceano Pacífico, devido a um vírus surgido com o aquecimento global, o que levou a espécie de concha pinktada margaretífera está praticamente em extinção. O Governo do Equador proibiu a pesca dessas conchas e também a introdução de fragmentos fisiológicos ou plásticos nas unidades cultivadas. O mesmo ocorreu na Colômbia (Ilha de Santo André, capital ecológica e da biodiversidade) com a pesca dos strombus gigas, conchas que produz as pérolas rosadas. O mesmo (a proibição da pesca de conchas) acontece em todo o Caribe.



Curiosidades sobre pérolas: Uma em cada 25 mil conchas strombus gigas fornece uma pérola rosada; uma a cada seis mil pinktada margaritifera dá uma pérola ou preta ou branca e uma a cada dez milhões dessa mesma concha dá uma pérola perfeitamente simétrica ! // No Golfo Pérsico as pérolas brancas tem um significado místico. // Aqui no Brasil, eu descobri uma pérola imensa e fantástica tipo Orange Pink. A mulher de um pescador quase quebrou o dente ao degustar a suculenta “ostra”... // A famosa pérola da atriz Elizabeth Taylor conhecida como Peregrina foi encontrada no Panamá. Conta a História que quando dessa descoberta, o capitão da esquadra foi nomeado barão da corte espanhola e, o melhor, todos os escravos a bordo, foram libertados e ganharam uma fazendola. // E mais curioso ainda: Cristóvão Colombo trocava pérolas por coelhos com os nativos. Diz a lenda que acabou preso por não repassar as pérolas para o Rei... Será?