sábado, 11 de fevereiro de 2012

Como reconhecer o valor de um diamante?




Um avaliador com experiência internacional considera os já célebres quatro “C” em inglês:

Cut (formato da lapidação – brilhante, navette, baguette, oval), Colour (cor), Clarity (pureza) e Carat (quilate – a medida de peso para pedras preciosas. Um quilate corresponde a um quinto de grama). A partir dessas informações básicas entram a sua expertise (época, grife, raridade no formato, e outros fatores que só um especialista reconhece). 

Para se ter uma idéia os diamantes mais valorizados são os brancos azulados, claros como água, sem impurezas e bastante raros.  Mas as pedras surgem em 23 tonalidades. As oito primeiras são tão semelhantes aos branco azulados que só o olhar de um profissional experiente poderá diferenciar. O preço cai em cada uma dessas oito colorações magníficas, imaginem! Existem diamantes coloridos (azul-safira, preto e amarelo canário) e belíssimos e raros, são os diamantes com uma leve pitada de rosa. E o mais incrível: não existe na Natureza diamante algum idêntico a outro. Cada diamante é único.